03/02/2016

GO QUIKSILVER

Quiksilver renasce com a homologação da sua recuperação aprovada pela corte americana.

por Romeu Andreatta, 03/02/2016

A gigante inspiradora e geradora de sonhos Quiksilver, conseguiu sair do pior caldo da sua história empresarial e respira agora no outside esperando séries novas e perfeitas para que continue sua vida no surf, nas pranchas, nos mares e praias do mundo como faz a 40 anos.

Estou feliz com isto, estamos evoluindo e aprendendo a lidar com a sociedade sem mais tribalismos, o aloha agora só para decorar, somos para todos, somos universais...

O surf, a praia, e os mares agradecem ao juiz que entendeu a importância da marca e do segmento como um ícone em sua maneira de viver que só melhora o mundo!

Let´s go! Surf!

SHARE:
10/07/2015

Avante Quiksilver

O publisher da Almasurf, Romeu Andreatta, faz sua analise de mercado com a notícia bombástica sobre o pedido de concordata da Quiksilver.

por Romeu Andreatta, 10/07/2015

 

Um momento reflexivo do mercado com a notícia...
Apesar de esperada, surpreende, e afeta a todos da indústria.
Tenho fé na recuperação da marca, na verdade das marcas que compõem o portfólio da Quiksilver.
Os erros vão com certeza se transformar em acertos e novos modelos de inspiração vão necessariamente surgir, em todos os setores e segmentos do mundo, a renovação e inovação são vetores.
O surf se esqueceu disto, temos grandes desafios em atender a demanda por novas fórmulas de como viver, pois foi isto que fez da nossa indústria um negócio de 25 bilhões de dólares no mundo.
Nosso hedonismo e nossa relação com as pranchas tem um reinventar a caminho a galope.
Com certeza a Quik tem vocação e ativos para isto. O importante é continuar o experimento da busca de uma vida melhor.... e em cima de alguma prancha...
Tomara que não seja a do capitão gancho....
Continuemos Peter Pan... please!

 

Abaixo o release da Quiksilver Brasil sobre a notícia:

A Quiksilver EUA lança reestruturação e recuperação judicial

Operações subsidiárias estrangeiras, entre elas o Brasil, não serão afetadas pelo pedido de concordata.

As operações da Quiksilver nos EUA entraram com processos voluntários de reorganização - recuperação judicial - cobertos pela Legislação de concordata e falência dos Estados Unidos, a fim de melhorar a saúde financeira da operação americana em longo prazo. Com esse movimento a Quiksilver permanece ativa no negócio, e visa dar um passo importante para garantir um futuro mais forte. Um pedido de recuperação judicial nos EUA é comumente usado como um mecanismo para proteger as empresas financeiramente, e não um caminho para a liquidação.
A Quiksilver tem sido um líder icônico no mercado de esportes de ação por mais de 40 anos, e suas outras marcas Roxy e DC também têm conquistado fortes seguidores globais. No entanto, os negócios nos EUA têm enfrentado desafios significativos.

“Este processo pelo qual a Quiksilver Americana está passando faz-se necessário diante das situações adversas que a empresa enfrentou nos últimos anos. É comum empresas entrarem com pedido de concordata, aqui no Brasil conhecido como recuperação judicial, para poderem se reestabelecer financeiramente e dar continuidade em suas operações de forma mais saudável. Este processo não gera nenhum impacto na operação da empresa aqui no Brasil, que por sinal, é umas das operações mais rentáveis do grupo no mundo. Este processo será fundamental para deixar a empresa mais forte financeiramente para o futuro”, declarou Gustavo Belloc, Diretor Geral da Quiksilver no Brasil.

A Empresa solicitou a aprovação legal de U$175 milhões em financiamento com afiliadas da Oaktree Capital Management, L.P. (“Oaktree”) e o Bank of Amercia, N.A. A empresa prevê que esse financiamento, em conjunto com outras fontes de liquidez, será mais do que suficiente para financiar suas operações em andamento nos Estados Unidos e no exterior.

A Oaktree é líder entre os gestores de investimento global, especializando-se em investimentos alternativos, com mais de U$100 bilhões de ativos sob gestão. A empresa, que enfatiza uma abordagem focada em valores e controle de risco para investimentos, possui um histórico de sucesso ao auxiliar empresas durante o processo de reestruturação.

“Após essa cuidadosa consideração, tomamos essa difícil medida, porém necessária, para garantir um futuro promissor para a Quiksilver,” afirmou Pierre Agnes, CEO do grupo Quiksilver. “Com as proteções oferecidas pelo Código de Falência e o financiamento fornecido pela Oaktree, não só seremos capazes de atender às nossas obrigações contínuas para com nossos clientes, fornecedores e colaboradores, como também obteremos a flexibilidade necessária para darmos uma reviravolta nas nossas operações nos EUA e restabelecermos a Quiksilver como uma empresa líder no segmento de esportes radicais. Nossa estrutura de capital inovadora, com um índice muito baixo de dívida para a nossa indústria, permitirá o investimento e revigorará nossas marcas e produtos. Estamos confiantes de que nos ergueremos mais fortes e melhor posicionados para crescer e prosperar no futuro”.

Agnes continuou: “A força financeira e o conhecimento da Oaktree, assim como sua experiência profunda trabalhando com empresas em situações semelhantes à nossa e suas histórias de sucesso na nossa indústria a tornam uma parceira excepcional à medida que progredimos. Valorizamos nossos clientes de atacado, assim como nossos vendedores e fornecedores, portanto, apreciamos seu apoio durante esse processo. Além disso, agradecemos aos nossos colaboradores e atletas engajados e dedicados, os quais continuam sendo os nossos maiores ativos. A Quiksilver é, e continuará sendo, como resultado desse processo, um líder icônico no mercado de esportes de ação”, finalizou.

Com base na concordata, a Empresa pretende continuar com o seu programa de fechamento de lojas existentes para racionalizar sua base de lojas nos EUA. No Brasil, a empresa prossegue seu plano de expansão através de novas franquias.