Rota Atlântica

Festivalma, maior evento de cultura de praia do mundo, é arte, inspiração e transformação. Neste ano, o tema é a Rota Atlântica.

por Alceu Toledo Junior, 12/02/2017
follow

O Festivalma é descrito pela mídia americana como o maior festival de cultura do surf do planeta. Afinal, onde se reúnem tantos artistas para celebrar a cultura que envolve o surf?

Consagrado há onze anos pela presença de artistas, fotógrafos e músicos de relevância em todo o mundo, o Festivalma é reduto natural da cultura dos esportes de ação, produção que é transformada em arte e objetos de adoração.

Arte que vemos desde a remada ou nas manobras mais simples, arte que está impregnada tanto no design como no formato das pranchas.

Arte que surge na forma de uma quilha. Arte que apreciamos na forma de uma pintura ou de toda a arte usada para retratar a rica cultura que vem desde os ancestrais mais remotos.

O Festivalma resgata, recria e propõe esses temas. Acima ou abaixo do nível do mar, a opção pela arte é o horizonte com séries ao fundo, num cenário de transformação e de valorização do espetáculo da natureza, com suas cores, temas, ansiedade e alívio.

Inquieto, criativo, relevante e surpreendente, o Festivalma chega à sua XII edição neste ano, uma vez mais com propostas inovadoras, com instalações e ações que estabelecem o novo e flertam com o interativo na busca de uma nova identidade artística voltada para o Atlântico, com fotógrafos, músicos, cineastas e artistas contemporâneos do Brasil, Costa Leste do EUA, Portugal, Espanha, França e África do Sul.

Histórico Na tradição do Festivalma, a presença constante de grandes artistas deu a cara moderna ao evento, com nomes de peso nas áreas de pintura, escultura, música, cinema, design, jornalismo, intelectualidade e produção cultural de todas as tendências, matizes e origens.

Nos últimos anos, shows épicos de músicos consagrados como Ben Harper, G-Love, Matt Costa ou a banda de rap Gang Starr deixaram muita saudade; assim como a mandala gigante na areia de Santos, criada pelo artista Jim Denevan; o realismo fantástico da pintura de Jay Alders; os filmes de Jack McCoy; as fotos de Sean Davey e a inteligência do pensador Derek Hynd, deixando as tendências de um festival marcado pela busca do novo e do incomum, sob a curadoria rigorosa e criativa do publisher da ALMASURF, o empresário e surfista Romeu Andreatta.

12 anos de Festivalma Com temas que vão do hedonismo às novas conexões, nos últimos anos o Festivalma traz números impactantes e desafiadores, numa mostra de que arte e cultura caminham em paralelo aos esportes de ação.

Confira em breve aqui no site Almasurf, toda a programação, calendário e locais do Festivalma 2017!

NÚMEROS DO FESTIVALMA

Mais de 700 mil pessoas

Mais de 90 milhões impactados

Mais de 400 artistas

Mais de 500 fotógrafos

Mais de 400 filmes exibidos

Mais de 130 milhões de reais em mídia espontânea

Mais de 1.000 reportagens publicadas